Mães empoderadas

No mês das mães, a Standout decidiu trazer para vocês um conteúdo que merece toda nossa atenção e nosso carinho:

Mães empoderadas em tempos de pandemia.
Empoderar é muito mais que dar poder, é dar coragem! Coragem para as mulheres serem o que querem ou o que estão sendo sem culpa e sem julgamentos.

De acordo com dicionário, empoderamento é “conceder ou conseguir poder; obter mais poder; tornar-se ainda mais poderoso”. A definição do termo pode ser explicada da seguinte forma: “passar a ter domínio sobre sua própria vida; dar ou atribuir poder a: ela luta para empoderar as minorias; empoderou-se de coragem e seguiu em frente”.
O que é ser uma mãe empoderada? A resposta para sintonia entre empoderamento feminino e maternidade é o direito de amar e lutar por seus filhos! É ter o poder de escolher o momento de ter o seu filho e poder definir como irá conduzir todo o processo de maternidade.
Pode-se perceber isso nos dados do IBGE, que apontam que no Brasil as mulheres estão tendo filhos cada vez mais tarde. Nos anos 90, a média de idade era entre 17 e 21 anos para o primeiro filho, depois de 2010, a média passou de 25 a 29 anos. Afinal, não se trata apenas de amor e cuidado, mas sim de coragem, tenacidade e de uma abdicação que, apesar de muitas pessoas chamarem de instintiva, exige uma força sobre-humana. É claro que a maternidade tem suas benesses e não são poucas, mas existe um lado pouco romantizado e que, quase sempre, sobra para a mãe.
Manter o equilíbrio entre a vida pessoal, profissional e a maternidade é algo admirável, pois é mais difícil do que muitos imaginam. Mesmo com todo avanço da sociedade diante à luta a favor do feminismo, ainda é necessário um longo caminho a ser percorrido para que as mulheres possam administrar tudo isso sem julgamentos do tipo: “Tadinhos, eles ficam o dia todo na escolinha?”

É importante ressaltar que o feminismo tem um papel fundamental na maternidade. O que é ser mãe se não ser mulher forte, independente e empoderada que sabe o valor de uma vida? Ser mãe é uma explosão de feminilidade e um despertar para limites antes nunca imaginado. Então, se você é mãe, acredite no poder que sua maternidade exerce sobre suas escolhas e visões de mundo. Não há nada mais potente do que a dedicação de uma mãe em construir um mundo melhor para que seu filho possa ser feliz.

Mães empoderadas dentro do cenário pandêmico


Como se não houvesse muitos outros, um novo desafio foi dado às mulheres durante a pandemia: conciliar o trabalho e a maternidade dentro de casa. O maior desafio da maternidade atualmente para muitas mulheres, está sendo o home office com o filho em casa junto, apesar de todas as mudanças que a maternidade traz, é muito importante separar um tempo para se cuidar também.
A necessidade de compatibilizar a vida familiar com a profissional, incluindo a convivência no lar, o trabalho doméstico e a educação on-line, está criando momentos de muita tensão. Segundo a recente análise feita nos Estados Unidos pela consultoria McKinsey e a Fundação Lean In., uma em cada quatro (25%) mães com emprego está pensando em reduzir sua jornada de trabalho ou, inclusive, pedir demissão. No caso dos homens, esta situação só representa um problema para 11% dos pais pesquisados.
A rotina de home office obrigatório, está sobrecarregando muitas mulheres. Além de dar conta do próprio trabalho e da casa, a mãe ainda precisa se virar nos 30 para cuidar dos filhos e ajudá-los com aulas a distância e tudo isso em 24 horas. Isso em meio a uma rotina nova, em que o lar e o escritório se confundem, e em vez de colegas de trabalho, os filhos dividem o mesmo ambiente dos pais em horário comercial.
Lógico que essa conta não fecha, pois para as mulheres, cuidar dos filhos não se resume a garantir a alimentação e higiene. Cuidar inclui brincar, conversar, dar atenção. Como está sendo muito difícil dar conta de tudo isso, a maioria começa a se sentir frustrada e as criança mais agitadas e incomodas. Afinal, para eles é muito difícil entender que o ambiente onde eles tinham 100% da atenção, agora precisam dividir em fazer aulas, ver suas mães e não poder brincar com elas, pois elas estão trabalhando em um ambiente que antes era apenas de lazer.
Se há algo para que a pandemia está servindo é para ajudar a rever coisas, tanto em nível pessoal como profissional. Este exercício dever ser feito também dentro das empresas, para que as mães e os pais possam desenvolver seu talento no marco em que as condições pessoais permitirem.


Mães da Standout


A Standout se destaca por ser uma Startup liderada por uma mulher que reflete e inspira todas suas funcionárias com todo seu empoderamento. “Nós temos um clima bacana dentro do trabalho e eu sinto que eu posso inspirar outras mulheres da mesma forma”, diz Andrea Miranda.
Andrea Miranda é a CEO da Standout, com mais de 25 anos de carreira e mãe de um menino adolescente, ela destaca que tenta sempre ser um exemplo dentro de casa e dentro da empresa. Uma referência no empoderamento feminino, possui 65% de colaboradoras mulheres, sendo que 40% também são mães. “É difícil conseguir organizar o tempo, as prioridades. Para tudo e, em particular, na junção de tarefas da maternidade e a vida profissional. O desafio é garantir que as ações que você prioriza, enquanto mãe, possam ser consumadas.”
Graziele Koyama é mãe de uma menina de 2 anos, trabalha na parte de Relacionamentos da Standout há quase 3 anos e é um dos exemplos de como é ser uma mãe empoderada. “Ser mãe, é sem sombra de dúvidas, a melhor coisa que já me aconteceu. É uma entrega integral, um amor incondicional a alguém que sentimos crescer dentro de nós desde a gestação e vivenciamos todos os dias o crescimento ainda maior desse amor.” Ao falar da experiência de ser mãe dentro da Standout, ela completa “Ser mãe e trabalhar na Standout é algo incrível! Pois, existe uma empatia real vinda de todos os colaboradores, mesmo aqueles que não possuem filhos. Por nos sentirmos uma família, a nossa família de sangue também é tratada como algo realmente importante.”
Para Graziele que vivenciou dentro da startup todo o processo da maternidade, desde a descoberta desta notícia incrível, a licença maternidade e a adaptação para o modelo Home Office, relata como foi a experiência. “Andréa é um ser humano ímpar, não somente como líder de equipe. Me lembro de quando contei que estava grávida, eu estava cheia de medos e como ela me acolheu, desde o primeiro momento. Essa empatia se estendeu durante toda a gestação e em cada fase diferente, no nascimento, no retorno da licença maternidade e até hoje, todos os dias. A Andrea não é somente minha chefe, mas uma grande amiga. Nossa relação é de amizade e trabalho, regada com muita dedicação, amor e respeito.”
Na outra ponta temos a Thamires Palmeira, que iniciou na Standout durante a pandemia no departamento Comercial, que também nos conta como está sendo essa experiência. “Em tempos de home office, tudo se torna mais difícil e complicado. Atenção redobrada, e se antes já fazíamos dez coisas ao mesmo tempo, agora as coisas se multiplicaram e estar na Standout é isso, é ter parceiros que entendem o quanto essa rotina complicada é importante. É ter apoio para lidar com essas questões, que só quem é mãe é capaz de entender, o quanto faz a diferença se sentir apoiada.”
Thamires é mãe de 2 meninos, um de 7 anos e outro de 5 anos, uma profissional impecável, que se adaptou a toda essa realidade sem deixar a peteca cair, nitidamente uma mãe empoderada. “Alguns anos atrás, eu li um textinho que defini minha visão de ser mãe, falava assim: “Se eu pudesse dar um conselho seria esse: TENHAM FILHOS. Pelo menos um, mas se puder tenha 2,3,4…Tenha filhos! Sabendo que muito pouco você ensinará. Tenha filhos justamente porque você tem muito a aprender. Tenha filhos porque, o mundo precisa que sejamos pessoas melhores”, ser mãe foi o melhor presente da minha vida.”
E assim, nós da Standout queremos homenagear todas as mães que, em tempos de pandemia e durante toda a vida, dedicam seu tempo, se desdobram em mil para educar, cuidar e zelar pelos seus filhos. Não apenas esse mês, mas vocês merecem o nosso agradecimento todos os dias. Agradecemos especialmente a todas as mamães da Standout, por todo amor e carinho e por tudo o que vocês representam para nós. Apenas lembrem-se que investir em um tempo para se cuidar é essencial, mesmo que sejam só alguns minutinhos, é comprovado que o autocuidado tem um poder enorme e pode transformar o dia de qualquer pessoa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *