A comunicação em tempos de covid-19

Sou cientista da computação por formação, mas trabalho no universo da comunicação há mais de 20 anose e propaganda pudessem fazer a sua comunicação de forma eficaz e eficiente. Hoje em dia sigo no timão da minha empresa de Trade Marketing Digital, fazendo dessas duas paixões, a TI e a comunicação, a minha razão de viver profissional.

Se desde sempre, existe o desafio das marcas em acertar o “tom” da sua comunicação, para que ao mesmo tempo seja possível ampliar as vendas e cuidar do seu consumidor, hoje em dia esse desafio parece ser hercúleo.

Tem uma turma que realmente não tem se importado com os títulos de “interesseiro” ou “abusivo”, por exemplo o pessoal que subiu o preço de insumos médicos (como máscaras) em 1300%.  Vamos deixar que lidem com as medidas legais e os processos no futuro. Não vou falar dessa turma que não está preocupada com comunicação, nem reputação nem com a saúde pública.

O momento no qual o isolamento social se faz tão contundente, as marcas que continuam investindo em comunicação são aquelas que permanecerão presentes na vida dos consumidores quando a crise passar. Mais que isso, essas marcas que continuam garantindo o trabalho aos colaboradores, o pagamento aos fornecedores e os preços justos aos consumidores finais estão garantido um Brasil saudável, um Brasil viável!

As marcas sérias realmente estão preocupadas com o seu público. Para estas, muitas noites em claro para continuar fazendo ações de marketing dos seus produtos, para continuar no mercado inclusive, e ao mesmo tempo conseguirem atender às demandas com o respeito e o cuidado que o momento exige.

Penso que se destacam aquelas marcas que tem conseguido levar uma mensagem de prestação de serviço público, ou que de alguma maneira tem contribuído para amenizar algumas das graves consequências iniciais desta crise.

Vão aqui menções a todas as companhias que dedicaram seu tempo para comunicar como se lavam as mãos,  quais ações do dia-a-dia podem aumentar seu grau de prevenção contra o vírus ou quais alimentos e ações podem ajudar a aumentar a imunidade das pessoas. Também uma menção a todas aquelas que tiveram condição inclusive financeira de produzir o que nos tem faltado no combate a esta pandemia, de álcool a equipamentos de proteção individuais (EPI). Empresas de todos os tamanhos. Lembro de uma farmácia que recebeu um lote de álcool em gel, e separou em pequenos potinhos para distribuir para quem não tem condição de comprá-lo. São marcas das mais variadas naturezas e que estão agindo em prol do coletivo. Mais do que isso, estão agindo pelo bem comum, pelo bem maior que existe que é a preservação da vida.

Não existe comunicação mais importante ou mais poderosa que essa.

Feito por: Andrea Miranda.
Escrito por: Andrea Miranda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *